Sobre

Manifesto por uma Ciência Operária

O capital não cria a ciência e sim a explora apropriando-se dela no processo produtivo… Do mesmo modo entendemos -a maquina do patrão- e por sua função a -função do patrão-, no processo de produção assim também é o papel da ciência…Na realidade , apesar disto se constitui um pequeno grupo de operários altamente qualificados ; no entanto , o numero destes não guarda nenhuma relação operárias privadas do conhecimento ciêntifico.” Karl Marx

A pandemia de coronavírus escancarou a decadência do modo de produção capitalista, apesar da pandemia ter sido prevista e, inclusive, antecedida por uma onda de epidemias em diversos países do Mundo , a proliferação global do virus mostrou a incapacidade da burguesia e suas instituições em combate-la , ao contrário ao inves de combater o virus , as instituições burguesas tiveram na pandemia uma desculpa para ampliar a repressão contra a classe operária. As guerras não pararam, o investimento em armas não parou , a repressão e a perseguição aos trabalhadores não cessou, em todas as partes do planeta . No Brasil despejos de Sem Terra , na fronteira Sul dos EUA a crise migratória se agravou , assim como a violência policial contra negros, enquanto empresas são salvas por pacotes cada vez mais generosos , em todo o Mundo , é o trabalhador vitima do desemprego e da fome. Como foi possível chegarmos nesse ponto? Onde estavam as organizações operárias e populares? Como combater a burguesia em um mundo , que ainda antes da pandemia , os trabalhadores amargavam 40 anos de perdas sucessivas.

Da Perseguição à adaptação

Em particular após a gueda da União Soviética e a destruição dos partidos alinhados com o Estalinismo, os trabalhadores não ergueram um novo instrumento de auto-defesa em escala mundial capaz de resistir ao imperialismo. Ainda que o tenham feito em diversos países , em escala nacional esses instrumentos, tanto sindicais como partidarios, foram perseguidos e obrigados a se adaptarem aos marcos regulatórios vigentes. Participando ao fim da concertação mundial com a burguesia imperialista. A independências das organizações dos trabalhadoerss foi aviltada e roubada , pelos organismos chamados organizações não governamentais , que sustentadas diretamente pelas fundações do imperialismo, ligadas a mega bilionários e especuladores passaram a modelo padrão de organização social. e hoje, os trabalhadores se veem desprovidos de organismos que possam defende-los. Contando apenas com resquícios, aqui e ali, como o próprio Partido dos Trabalhadores no caso brasileiro e diversas organizações operárias pelo mundo, que reiteradamente renovam a sua profissão de fé nos respeito aos contratos burgueses e, exatamente por isso, são incapazes de defender até mesmo os seus militantes.

O que fazer?

Qualquer um que apresente uma solução neste momento é um charlatão! Não existem soluções prontas , porem a classe trabalhadora tem uma larga história de luta , uma tradição de entendimento do funcionamento do sistema capitalista , hoje a comunidade academica e ciêntifiica global é hostil a este pensamento, hostil as conclusões de Marx , Engels , Lenin e Trotsky, que perseguidos enquanto vivos , tem agora os seus escritos banidos e deturpados, portanto , continuam sendo perseguidos mesmo depois de mortos. O patrão aliena do trabalhador o seu trabalho, mas também a sua consciência , o seu direito a autoorganização independente e o seu direito a ciência.

Por uma Ciência Operária uma Ciência dos Trabalhadores

Neste sentido , pretendemos lançar Ciência Operária , uma revista teórica que tem por objetivo revisitar a tradição de Marx, Engels, Lenin e Trotsky , assim como tantos outros , ao mesmo tempo reafirmar o direito a organização e o combate concreto contra a perseguição politica. Este é certamente uma dos principais problemas da classe trabalhadora , a única forma real , pela qual a burguesia consegue manter a sua dominação de classe.

A emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios trabalhadores

A emancipação dos trabalhadores é hoje e a cada dia mais , a ultima esperança da humanidade frente a barbarie capitalista. Contudo, a emancipação dos trabalhadores não pode ocorrer sem uma ciência dos trabalhadores , sem entender os seus dias , sem confrontar a teoria marxista , que é a teoria operária com a realidade da classe trabalhadora. Este é o objetivo de Ciência Operária. Existem sim uma ciência Operária , mas essa ciência precisa ser construida e hoje , como no passado a ciência dos trabalhadores é condição necessária para sua emancipação . Como condição necessária , a ciência operária precisa também ser obra dos trabalhadores. Por isso convidamos a classe trabalhadora a se expressar em nossas paginas . 

%d blogueiros gostam disto: